Venda e produção de grãos e sementes

Venda e produção de grãos e sementes

O agronegócio movimenta grande parte da economia brasileira, sendo muito importante para outros países também. Um dos produtos do agronegócio que mais possuem alcance é a venda de grãos e sementes.

Esses insumos se estendem para diversos outros aspectos, que vão do campo até chegar na balança de supermercado, atendendo grande parte das pessoas.

Neste artigo falaremos de forma mais detalhada sobre a venda de grãos e sua produção, como ocorre com o feijão, além do uso de alguns itens e equipamentos para otimizar a produção, como os aspersores nos sistemas de irrigação.

Produção de grãos e sementes

Os grãos e as sementes estão presentes nas vidas das pessoas e são grandes conhecidos do público, como a soja, o milho e o feijão.

No entanto, poucos conhecem o processo de fabricação desses itens até chegar a mesa do consumidor.

Para que uma produção de grãos funcione de forma adequada é importante uma semente de qualidade, que só é produzida com um produto bem plantado e bem planejado e irrigado.

Pesquisas mostram que o uso de sementes de boa qualidade podem aumentar a produção de grãos em 25%. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) dos produtores de grãos, principalmente de feijão, apenas 20% usam sementes fiscalizadas e um cultivo irrigado com o uso de micro aspersor para horta.

Por isso, esse pode ser um bom diferencial para esse segmento.

Ainda de acordo com essa pesquisa, os produtores pequenos usam sementes comuns, com misturas diferentes e que podem ser vulneráveis.

Assim, para que um cultivo de grãos seja eficiente seria ideal o uso de sementes qualificadas, que tem possibilidades de boa produção e valor de mercado.

Para os produtores que não possuem grandes aportes financeiros, é indicado que se compre sementes em intervalos regulares, como entre 3 ou 4 anos, para que então seja produzidas as próprias sementes.

Isso porque um grande diferencial produtivo e de qualidade é seguir com a produção da própria semente em um processo rigoroso com pesagem por balanças digitais pequenas e sistemas de irrigação.

Sementes de feijão

Os pontos necessários para a produção de boas sementes de feijão, ou de qualquer outro grão, precisa de uma boa área para a plantação. Depois, é preciso fazer a eliminação de plantas mal-formadas e que apresentam doenças.

A eliminação desse tipo de planta precisa ser feito nas etapas de floração e maturação, antes da colheita. Depois é preciso observar o ponto da colheita, para que a semente tenha potencial máximo de germinação.

O ponto da colheita é essencial, assim como uma empresa de motos para delivery é para os restaurantes.

Isso porque se a colheita for feita antes do ponto, as semente ficam enrugados. Já se a colheita for feita depois, há chances do percentual de sementes doentes e atacadas por insetos aumentar é grande, diminuindo a produção.

Feita a colheita, o próximo passo é a secagem das sementes, permitindo sua conservação. Isso deve ocorrer porque se elas forem armazenadas após a colheita sem a secagem, possuem grandes níveis de umidades que podem causar deterioração, perdendo a qualidade.

Assim, todos esses processos permitem:

  • Qualidade dos grãos;
  • Alta produtividade;
  • Bons produtos;
  • Aumento da renda.

Venda de grãos

Geralmente, os grão são produzidos para serem vendidos em larga escala e para o mercado internacional. Assim, entre uma safra e outra, os produtores podem ficar na dúvida se conseguirão vender sua produção com preços competitivos e lucrativos.

Assim como ocorre com produtos variados, como a venda de açaí atacado, o produtor deve escolher a melhor movimentação de venda. Abaixo falaremos sobre algumas dessas movimentações que permitem a venda dos grãos.

1. Barter

É uma movimentação de trocas de insumos. A palavra “barter” é o termo que significa “troca”. Assim, essa modalidade é a troca de grãos por outros insumos. Esses negócios não envolvem dinheiro e acontecem com antecedência.

2. Hedge

Esse termo significa “proteção” e consiste na venda de grãos com preços fixados antes mesmo da venda. Essa operação também é conhecida como operação a termo e é uma forma de fazer com que o valor do grão seja protegido da instabilidade do mercado.

3. Pré-fixação

Os grãos são negociados com alguma empresa ou cooperativa que “bloqueia” os preços.

Além dessas modalidades de venda, é possível a comercialização de grãos via:

  • Internet;
  • Cooperativas;
  • Tradings;
  • Corretoras.

Assim, vimos que a venda e a produção de grãos depende de diversos aspectos e todos são importantes para que esse negócio continue sendo um dos principais do país.

Leave a reply

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>