Por que os equipamentos de epi são tão importantes?

by redator 0 Comments
Por que os equipamentos de epi são tão importantes?

Os equipamentos de epi são importantes para as atividades profissionais que venham a imprimir qualquer tipo de risco físico ao trabalhador devem ser efetuadas com o auxílio de Equipamentos de Proteção Individual, conhecidos como EPIs.

Estes equipamentos incluem:

  • Óculos
  • Máscaras
  • Protetores auriculares
  • Mangotes
  • Luvas epi
  • Capacetes
  • Botas
  • Protetor solar
  • Cintos de segurança

Os acessórios citados são de uso indispensável em fábricas e processos industriais em geral.

EPI para garantir a saúde e proteção

O uso do EPI é imprescindível para garantir a saúde e a proteção de quem está trabalhando, afim de evitar consequências negativas em casos de acidentes no trabalho.

O EPI também é utilizado para garantir que o profissional não seja exposto à doenças ocupacionais, que podem vir a comprometer a capacidade de trabalho e de vida dos profissionais durante e após sua fase ativa de trabalho.

Para que uma empresa tenha conhecimento de todos os equipamentos de proteção individual que deverão ser fornecidos à seus funcionários, é fundamental que se faça um estudo sobre os riscos ocupacionais.

Esse tipo de trabalho tem o intuito de facilitar a identificação dos perigos dentro de uma planta industrial, e fazer com que a empresa os reduza ou neutralize-os.

Importância do EPI

O EPI é importante para proteger os profissionais de forma individual, reduzindo qualquer tipo de risco ou ameaça ao trabalhador.

A utilização dos equipamentos de proteção é determinado por meio de uma norma técnica denominada NR6, que estabelece que os EPIs sejam fornecidos de forma gratuita ao trabalhador para que o mesmo possa desempenhar suas funções dentro da empresa.

É obrigação dos supervisores e da empresa assegurar que os profissionais façam o uso dos equipamentos de proteção individual de maneira adequada. Os EPIs devem ser usados durante todo o expediente de trabalho, conforme todas as determinações da organização.

Em caso de equipamentos danificados ou perdidos, é responsabilidade da empresa substituí-lo imediatamente.

O uso responsável e adequado do EPI evita grandes transtornos ao trabalhador e, também, para a empresa, além de ainda assegurar que as atividades sejam desempenhadas com mais eficiência e segurança.

Os equipamentos de proteção individual necessitam ser mantidos em ótimas condições de uso e requerem um Certificado de Aprovação do órgão competente afim de assegurar que os mesmos estejam em conformidade com as determinações do Ministério do Trabalho.

Empregadores e empregados devem compreender a importância do uso dos equipamentos de proteção no cotidiano da empresa.

É importante ressaltar que utilização destes equipamentos é obrigatória e de extrema importância à segurança e saúde dos profissionais.

Para a escolha dos EPIs corretos voltados à cada risco, é necessário levar em consideração o tempo de exposição ao risco, a frequência, as condições de local de trabalho, a gravidade,  e tudo que encontra-se próximo a estruturas metálicas, os possíveis tipos de danos e estrutura física do trabalhador.

Confira a seguir uma lista com os equipamentos de proteção individual obrigatórios exigidos pela norma NR35 para trabalhos em altura:

  • Capacetes de segurança com jugular
  • Calçados de segurança
  • Óculos de segurança escuro ou incolor, conforme a situação
  • Vestimentas adequadas ao tipo de trabalho
  • Protetor auricular conforme a necessidade
  • Cinto porta-objetos
  • Dispositivos anti-quedas
  • Dispositivo de comunicação de acordo com a necessidade

sapato epi muito de assemelha à bota de segurança, oferecendo nível de proteção similar, mas com a estética um pouco diferente. O aparato oferece proteção contra impactos, variações térmicas, umidade e produtos químicos.

O sapato de segurança possui cano baixo e oferece uma aparência mais casual ao trabalhador, e ainda possuem variação de cadarço ou elástico.

A utilização das vigas de ferro

A cada 1,50 m de parede levantada, deve-se colocar uma coluna ou viga de ferro. O comprimento das ferragens deve ultrapassar em 30 cm a 40 cm da laje a ser construída.

Tendo em mãos a planta com as devidas dimensões do projeto, nada mais fácil que fazer o cálculo. Estes ferros serão amarrados naqueles deixados na sapata, ultrapassando-a em 80 cm.

Depois da confecção dos alicerces, eles continuarão com mais de 50 cm para cima (menos os 30 cm dos alicerces).

A ferragem deve ser devidamente amarrada com arame cozido, tendo um intervalo de 20 cm em 20 cm para os estribos.

Se tratando de uma  construção simples, que terá no máximo mais um pavimento, indica-se o uso do ferro para construção 3/16″, tanto na vertical como nos estribos. Normalmente, a medida da ferragem das vias costuma ser a mesma utilizada nos alicerces.

Leave a reply

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>