Crianças precisam ler mais – Como incentivar?

Crianças precisam ler mais – Como incentivar?

As crianças precisam ler mais, já que isso estimula a memória, cognição, fala e até mesmo na criatividade. Seja agora bem como no futuro.

Entretanto, surge a dúvida de como incentivar isso, já que existem tantos outros estímulos diários que tornam a tarefa bastante complicada.

Pensando nisso, separamos aqui algumas dicas simples e práticas de como você pode começar a mudar a vida dessa criança, uma página de cada vez.

Vamos lá?

1.Tenha um espaço ideal para a leitura

Pode até parecer que não, mas ter um cantinho da casa dedicado a leitura pode ser infalível para incentivar as crianças.

De modo geral, os pequenos se dispersam com mais facilidade, sendo que o ambiente precisa estar sob controle para garantir a concentração.

Justamente por isso, o ideal é separar um espaço e definir algumas regras básicas, como:

  •         Ali não pode entrar celular, computador, tablete ou outro dispositivo;
  •         As crianças precisam estar limpas para irem lá;
  •         Não é lugar para começar, entre outras.

Para facilitar, faça a criança participar do processo de fabricar este lugar, escolhendo um tapete, banco, mesinha ou outro móvel.

Adicione um baú, cesto ou nicho para guardar as coisas e faça com que tenha luz, evitando o sono.

Esse cantinho pode ser montado em qualquer lugar: na sala, quarto, escritório ou em algum outro cômodo da casa.

Para as crianças maiores de treze anos, a dica é incorporar esse lugar no quarto, criando um ambiente seguro, confortável e que possa servir também para a lição de casa.

2. Crianças precisam ler mais – Faça esse momento ser prazeroso

Um dos erros comuns entre muitos pais de primeira viagem, é fazer com que a leitura se torne um fardo ou até mesmo uma obrigação.

Veja bem, a criança já tem a lição de casa, já tem a escolinha e pode ser que tenha alguma tarefa em casa.

Logo, dar mais a tarefa de ler vai funcionar como um tipo de castigo, fazendo com que o hábito não seja nunca algo bacana.

Então, pare!

De modo geral, a leitura deve ser vista inicialmente como uma brincadeira e como uma escolha da criança.

Para facilitar esse processo, a dica é se sentar com a criança no cantinho da leitura e ver o que ela quer fazer ali, principalmente nos primeiros dias.

Depois, comece a estimular lendo alguma coisa para ela e dando algum livrinho para ela folhear.

Não à toa, é indicado que este momento seja sempre algo legal, para que a criança, sozinha, queira ir até aquele local.

3. Não tenha pressa, comece aos poucos

Os cursos online ensinam que algumas crianças são mais intuitivas e descritivas que outras, mas é difícil entender em qual fase da leitura a sua está.

A princípio, tenha calma consigo mesma, para entender quais são as melhores opções de livros a oferecer.

A dica é começar sempre com os coloridos, principalmente para crianças de até sete anos.

Dessa forma, os pequenos já se acostumam com o cantinho da leitura, veem aquele local como uma brincadeira e como um tipo de recompensa.

Em seguida, quando a criança começar a ler, oferece livros que possuem várias imagens, letras para colorir ou tarefas simples.

Neste cenário, fique do lado, oferecendo apoio e suporte para que a criança saiba o que é para fazer, mas dê liberdade para ela tomar as decisões.

Não existe certo ou errado.

Aos poucos, vá inserindo novos livros nesse cantinho, sempre de pouco mesmo.

Além disso, escolha temas que a criança gosta, sejam princesas, carrinhos de corrida, fazenda, animais ou dinossauros.

Portanto, a leitura passa a ser mais interessante porque a criança está interessada, sem que você precise forçar a leitura.

Uma dica é ler junto com a criança ou ler o seu livro enquanto ela colore/lê o dela.

Lembre-se: você é o maior exemplo de ser humano que ela pode ter.

4. Faça com que ler e descobrir seja uma atividade comum

Sabe aquelas famílias que visitarem diversos parques de diversões, mas nunca foram a um museu ou biblioteca?

Pois bem, muito comum esse tipo de situação, que pode ter diversas causas.

Primeiramente, é importante que não exista culpa: você faz aquilo que pode fazer com os meios que possui.

Em segundo lugar, é preciso descobrir maneiras de fazer com que as atividades culturais sejam mais comuns na rotina, para despertar o interesse da criança para coisas diferentes.

Para isso, veja se existe alguma biblioteca pública na sua cidade ou algum espaço parecido.

Algumas escolas, por exemplo, abrem aos finais de semana, para que as crianças possam pintar ou ler nas salas de leitura.

Outras opções, se você puder, são os espaços culturais.

Também vale a pena utilizar a tecnologia para isso.

Afinal, muitos museus, espaços e bibliotecas nacionais e internacionais possuem um “tour virtual”, onde você consegue ver tudo pelo celular.

Assim, a internet pode ser uma aliada para ampliar a visão dos pequenos, aproveite.

5. Crianças precisam ler mais – Escute o que os pequenos têm a dizer

Um erro bastante comum que os adultos cometem, é não ouvir ou apenas escutar, mas não entender o que as crianças estão dizendo.

Independentemente da idade, as crianças são seres independentes, com personalidade e gostos pessoais.

Logo, tentar reverter isso pode só se tornar uma briga, onde ninguém chega a lugar algum.

Portanto, é preciso ter um equilíbrio entre ensinar, incentivar e respeitar essa criança. 

Uma das dicas dos cursos online é estimular esses pequenos a dizerem como se sentem e o que querem, de uma maneira funcional.

Em outras palavras, incentive a comunicação para que ela se torne mais simples.

Por exemplo, você pode descobrir que a criança quer ler, mas que aquele livro que você comprou não é interessante.

Neste cenário, a dica pode ser levar a criança até o local de compra, como livrarias ou sebos, para entender melhor o que ela quer.

 

Por fim, você ainda ficou com alguma dúvida ou gostaria de saber mais sobre o tema?

Comenta aqui embaixo para que eu possa ajudar você ou aproveite para compartilhar as suas dicas com nossos leitores.

Grande abraço e até o próximo post!

Leave a reply

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>