Confira a maneira correta de mandar produtos 3D pelo correio

Confira a maneira correta de mandar produtos 3D pelo correio

Atualmente, existem poucas tecnologias tão interessantes quanto a impressora em 3d. Ao invés de apenas lançar tinta sobre um suporte, como as impressoras tradicionais, esse item sobrepõe camadas muito finas de uma matéria-prima pré determinada, como o material abs.

Isso permite a fabricação de uma ampla gama de itens, tais como:

  • Casas inteiras;

  • Objetos com conexão Wi-Fi;

  • Órgãos e tecidos humanos;

  • Roupas e acessórios.

Por mais que, até o momento, a impressão 3d preço seja alto, a tendência é que, à medida que a tecnologia se popularizar e se disseminar, o custo de seu uso caia.

Quando isso acontecer, haverá uma demanda cada vez maior por produtos confeccionados por meio deste método. Assim, será preciso fazer o seu envio pelo correio de modo seguro e eficaz, para que o cliente receba a sua mercadoria intacta.

Quer saber mais sobre como enviar um item fabricado por meio de uma impressora 3D pelo correio? Então continue lendo este artigo e confira algumas dicas valiosas para tal.

  1. Acomode o item em uma caixa adequada

O primeiro passo para assegurar que uma mercadoria chegará ao seu destino intacta depois do frete pelo correio, é garantir que ela seja enviada em uma embalagem adequada para tal.

Isso porque, caso a caixa seja muito pequena, há o risco de que a estrutura fique sobrecarregada e se danifique, enquanto que, se ela for muito grande, o item pode sofrer impactos à medida que é transportado, fazendo com que ele fique igualmente danificado.

Na prática, isso significa que, no caso do envio de um filamento pla impressora 3d, por exemplo, recomenda-se o uso de uma caixa pequena, que acomode bem os itens.

Já no caso de um objeto maior, pode-se usar uma caixa de porte igualmente maior, mas que não deixe muito espaço livre.

Vale ressaltar que, caso a agência dos Correios mais próxima não tenha uma embalagem adequada para o seu produto, nada impede que você a compre em outro local, ou mesmo faça uma sob medida.

No momento do envio, basta colar selos e adesivos com todas as informações necessárias.

  1. Use recursos para amortecer quedas

Por mais que uma caixa seja a mais adequada de todas para transportar um produto, isso, por si só, não significa que ele chegará a seu destino com segurança.

O motivo por trás disso é que, tanto no veículo de transporte quanto nas estações do serviço postal, ele sofrerá impactos e nem todos serão amortecidos pela embalagem. Assim, é preciso usar outros recursos com essa finalidade.

A boa notícia é que tais itens são baratos e fáceis de se encontrar. O mais popular de todos é o saco bolha, que, como o próprio nome diz, é um saco plástico com bolhas de ar ao longo de sua estrutura, que, por sua vez, ajudam a amortecer impacto.

Bolsas plásticas vedadas e cheias de ar também podem ser usadas com a mesma finalidade.

Também vale ressaltar que, como o consumidor sabe que o plástico bolha preço é baixo, ele espera que todos os itens comprados e enviados pelo correio sejam bem embalados. Do contrário, ficará uma má impressão da loja, por mais que a mercadoria chegue a seu destino a salvo.

  1. Faça o envio com seguro

Na hora de se realizar um envio de uma mercadoria por um serviço de entrega, sempre há a opção de que o remetente contrate um serviço de seguro.

Por mais que ela seja recusada por boa parte das pessoas, ela pode ser interessante, especialmente no caso de envio de objetos de valor, como aqueles fabricados por meio da impressão em 3D.

O funcionamento do serviço é simples: no ato do envio, o remetente manifesta interesse nele e paga um valor a mais para que o seu pacote seja segurado.

Então, caso ele não chegue ao seu destino, ou chegue com sinais de dano, ele será indenizado pelo problema, recebendo o valor correspondente à mercadoria.

  1. Acompanhe o envio e o recebimento

O seguro não é o único serviço complementar disponibilizado pelas empresas de entrega: o remetente também tem a possibilidade de fazer envios com rastreamento.

Essa é uma ação recomendada, principalmente para monitorar o andamento da entrega de produtos de valor. Assim, o responsável pelo envio pode saber onde ele está a todos os momentos, permitindo verificar o cumprimento dos prazos de entrega e até mesmo acionar o seguro, em caso de extravio.

Leave a reply

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>