Como montar um negócio no setor alimentício?

Como montar um negócio no setor alimentício?

O setor alimentício é um dos mais notáveis no Brasil. De acordo com um levantamento feito pelo Sebrae no ano de 2018, os empreendimentos no ramo de alimentos estão entre as mais promissoras do país, com altas taxas de aberturas de novos negócios e com grande possibilidade de expansão no mercado interno.

Isso significa que o segmento é altamente atrativo, em especial, para quem deseja abrir a própria empresa ou está buscando por uma recolocação no mercado de trabalho.

No entanto, apesar dos dados positivos, o setor de alimentício é um dos que mais passa por legislações, pois trabalha diretamente com alimentos, comidas e bebidas, que são consumidos pelas pessoas.

Sendo assim, é preciso estar atento às normas vigentes, para que o novo negócio de alimentos não seja fechado.

Equipamentos e normas que fazem parte do setor alimentício

Toda cozinha que utiliza recursos profissionais para a produção de alimentos é conhecida como cozinha industrial.

Por esse motivo, mesmo se o negócio for pequeno, mas desenvolver alimentos para venda, ele deve passar pelas mesmas normas e regulamentações de uma cozinha industrial de grande porte.

Em primeiro lugar, um dos equipamentos indispensáveis é o fogão industrial. Ele pode ser encontrado em vários modelos, com tamanhos e dimensões diferentes.

Dessa maneira, é possível escolher qual fogão melhor atende às necessidades do estabelecimento e, ainda, que caiba na cozinha industrial.

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) rege algumas recomendações sobre os fogões com instalação a gás, já que a substância é altamente inflamável e, se não instalada direito, pode causar acidentes.

O mesmo vale para demais equipamentos com funcionamento a gás, como é o caso do forno combinado para restaurante.

Além disso, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) também destaca algumas normas que devem ser seguidas na cozinha industrial. Entre algumas delas, destacam-se:

  • A independência dos ambientes de preparo dos alimentos;
  • A presença de um reservatório de água próprio;
  • A equipamento com lavatórios de água corrente;
  • A ventilação adequada do ambiente da cozinha.

Vale ressaltar que os estabelecimentos com a presença de cozinhas industriais só podem operar diante da responsabilidade de um profissional habilitado, como é o caso de nutricionistas devidamente cadastrados no Conselho Regional de Nutrição (CRN) de cada estado.

Por esse motivo, é preciso toda a atenção na hora de montar um negócio no ramo de alimentos.

Estruturas indispensáveis para o funcionamento das cozinhas industriais

Além dos fogões industriais, outros equipamentos são especialmente fabricados para o uso nas cozinhas. É o caso da pia inox, que é usada para a higienização e preparação de grande parte dos alimentos.

A pia deve permanecer sempre limpa, para que bactérias e outros microrganismos não contaminem os alimentos.

Além disso, a pia em aço inox tem inúmeras vantagens, pois ela não transfere sabor, cor e odor para os alimento, além de ser lisa, é fácil de limpar, evitando o acúmulo de resíduos nos poros.

Fora a pia, a prateleira de aço também é ótima para o acondicionamento de alimentos não perecíveis. Uma das grandes vantagens é que essa estrutura tem uma alta durabilidade e resistência, além de ser fácil de lavar e limpar.

A prateleira em aço também é capaz de suportar variações de temperatura e não sofre com a corrosão.

Já o Túnel de congelamento rápido é outro equipamento indispensável nas cozinhas industriais. Ele tem alto poder de refrigeração, que possibilita o rebaixamento rápido da temperatura até o ponto de congelamento.

Por esse motivo, a máquina é usada para armazenar alimentos perecíveis, que estragam em temperatura ambiente. O equipamento tem uma boa capacidade frigorífica, podendo ser encontrado em vários modelos, com dimensões e tamanhos diferenciados.

Finalmente, outro item essencial em uma cozinha industrial é o Pallet de contenção. Esse item é usado para armazenar líquidos químicos e produtos inflamáveis, que não podem vazar para o ambiente, diante dos riscos de acidentes e contaminação.

Por esse motivo, esse pallet é totalmente vedado, sendo usado para abrigar produtos de limpeza e outras substâncias que podem ser usadas na higienização das cozinhas industriais.

Existem muitos outros equipamentos que são usados nas cozinhas industriais. É importante que o proprietário do estabelecimento esteja sempre atento às recomendações, normas e determinações da ANVISA, pois em caso de descumprimento, o estabelecimento pode ganhar uma multa e até ser fechado.

Leave a reply

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>