Como complementar as horas de ensino?

Como complementar as horas de ensino?

Complementar as horas de ensino é uma das melhores maneiras de aprender mais, descobrir novos segredos de um assunto e também entrar mais facilmente no mercado de trabalho.

Pensando nisso, separamos aqui algumas das melhores formas de como fazer essa complementação do ensino, com resultados interessantes.

Não perca mais tempo, pegue agora mesmo o seu bloquinho de notas e vamos começar!

1. Eventos internos do curso – A melhor aposta para horas extras

Se você estuda em uma universidade, é provável que já tenha notado uma certa regularidade no uso do teatro.

Geralmente, as faculdades possuem um cronograma específico, sendo que a cada semana, o foco é um tema.

Por exemplo, uma semana fica para engenharia, outra para psicologia e a próxima para arquitetura.

Com isso, diversos assuntos são tratados em forma de palestras, rodas de conversas e assim por diante.

O que talvez você não saiba, é que isso serve como forma de complementar as horas de ensino. Inclusive, a maior parte delas conta com certificados.

Sendo assim, é ideal que você comece a pegar o cronograma e seguir, indo sempre que for algo interessante para a sua carreira ou desenvolvimento pessoal, bem como profissional.

2. Complementar as horas de ensino com cursos online

Os cursos online são uma das melhores apostas para quem quer ampliar o conhecimento e ainda ter horas extras no currículo.

Isso porque os cursos funcionam como ensinos mais diretos, que você realmente quer fazer.

Logo, existe uma dedicação maior a aprender e também a fazer com que o curso todo seja concluído. Porém, o ideal é sempre procurar cursos online com certificado.

Afinal, o documento é uma prova dessas horas extras que você passou estudando.

Vale destacar ainda que os cursos online são fáceis de colocar na rotina, já que você pode estudar nos momentos livres.

Além do mais, os assuntos costumam ser mais focados, evitando que sejam muito longos.

Uma dica é sempre fazer uma seleção de assuntos que considera interessante e então procurar cursos voltados para esses assuntos.

Por exemplo, se você está estudando na área de Letras, pode focar em temas como transtornos de aprendizado, que são muito populares e aumentam as chances de ampliar a atuação.

3. Atividades recreativas e de lazer

Poucos estudantes sabem disso logo no início do curso, mas dá para complementar as horas de ensino com atividades de lazer.

Ou seja, mesmo que você esteja no seu horário de descanso, dá para aproveitar melhor o ensino.

Em síntese, sempre que você participar de atividades que tenham algum tipo de relação com o curso, como assistir um filme ou ver uma peça de teatro, pode usar isso a seu favor.

Neste caso, cada curso ou universidade possui fichas que devem ser preenchidas, com resumos, nome do filme/peça e tempo de duração.

Livros, idas a museus e exposições culturais também estão valendo. Daí, você pode dizer que não tem como encaixar o seu curso naquele filme ou peça.

Por exemplo, suponha que você esteja fazendo arquitetura ou engenharia e assistiu um filme de ficção científica.

Ao contrário de muitos alunos, aproveite as estruturas que aparecem na obra para dissertar sobre as possibilidades daquela construção, conceitos usados ali, quais temáticas foram exploradas ao longo da história, etc.

Acredite, dá para aprender muito e ver o mundo de outra forma.

4. Workshops e rodas de conversa online para complementar as horas de ensino

Na quarta posição desse post, temos como fica para horas extras os diversos workshops e rodas de conversa.

Geralmente, esse tipo de interação acontece através da internet, em um esquema de lives e palestras, principalmente nos últimos dois anos.

Entretanto, também é possível encontrar centros, universidades e outros profissionais que montam encontros em salas e outros locais.

Por exemplo, existem diversos psicólogos que possuem seus consultórios, que são professores e/ou tem cursos próprios.

Esses profissionais podem montar workshops para discutir algum tema, seja gratuitamente ou por pequenas taxas.

Então, vale a pena ficar de olho nas programações, já que os lugares costumam ser contados.

5. Monitoria e voluntariado

Para finalizar essa lista, é válido dizer que ser voluntário e fazer monitoria também são formas de complementar as horas de ensino.

Em suma, considera-se que, durante esse tempo, você está investindo conhecimento e também as horas do seu dia. Como resultado, isso pode ser convertido.

Inclusive, existem vários cursos e universidades que buscam pessoas dispostas a fazer isso, já que demanda um pouco mais de tempo na rotina, e não são todos os estudantes que possuem tempo extra.

Logo, se você tem algum dia ou intervalo na rotina, vale a pena buscar essas opções.

Geralmente, o voluntariado pode ser feito nas universidades e centros para ajudar professores, principalmente em eventos.

Outras opções são os trabalhos voluntários em centros da sua cidade. Neste caso, vale a pena conversar com o coordenador do seu curso, para saber o que está valendo.

Já a monitoria, é voltada para transmitir o que você já sabe. Muitas faculdades buscam monitores que possam ajudar alunos dos primeiros anos, que geralmente apresentam maiores dificuldades.

Por exemplo, suponha que você esteja cursando Direito, no terceiro ano.

É bem provável que os alunos do primeiro ano tenham alguma dificuldade em relação a adaptação, ensino básico, história, termos, etc.

Dessa forma, você pode ser um monitor, disponibilizando tempo para esses alunos.

O monitor não atua como um professor, que ensina todo um assunto. Mas sim, como alguém para tirar dúvidas, dar dicas e coisas similares.

Portanto, existe um mundo inteiro além dos cursos para horas complementares.

Importante

Na dúvida, sempre converse com aquele que coordena o curso que você está fazendo.

Dessa maneira, dá para saber melhor quais são as melhores opções, o que está disponível ali ou não, e também como fazer valer essas horas.

Lembre-se que para complementar as horas de ensino, a maior parte dos cursos/faculdades possuem fichas.

Essas fichas devem ser completadas e entregues ao setor responsável para valer, seja a cada semestre ou final de ano. Portanto, fique atento aos prazos.

Por fim, você ainda ficou com alguma dúvida de como complementar as horas de ensino com essas 5 dicas?

Comente abaixo ou aproveite para compartilhar as suas dicas e experiências com outros leitores.

Grande abraço e até o próximo post!

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Certificado Cursos Online, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre cursos, educação e diversos segmentos.

Leave a reply

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>